Lipa Rima Com Pipa

|by Ana Vougo

“Ora dá cá um, e a seguir dá outro, depois dá mais um que só dois é pouco…”

Hoje é Dia Internacional do Beijo e quem não gosta de dar ou receber beijinhos que se acuse.

Eu cá adoro!

Amo os beijos da minha mãe, do meu pai, do meu sobrinho mais lindo e claro, os do meu homem.

Nunca tive o hábito de trocar beijos com a minha irmã. Até brincamos com isso porque só nos beijamos quatro vezes por ano: nos nossos aniversários, no Natal e na Passagem de Ano.

Nota: O meu sobrinho está na fase mais engraçada/irritante de sempre. De cada vez que lhe peço um beijo diz que não ou quando lhe consigo roubar um ele limpa-o. Ai, como eu fico danada. E ele diverte-se porque já percebeu como irrita a “TiPipa”. Mas eu não me aguento e vou à luta…os beijinhos dele são tão bons!!!

Adiante.

Eu gosto de beijos. Aliás, confesso-me uma beijoqueira da pior espécie.

O meu homem, coitado, até passa “mal” porque estou sempre a querer mais e mais. Ele faz-se de esquisito mas bem que gosta!

Beijos bons fazem-me acreditar em amores para sempre. Fazem-me suspirar.

E sendo hoje o dia dedicado à coisa, deu-me para ir investigar o significado dos beijos. E foi assim que descobri que “os apaixonados trocam beijos na boca, os amigos beijam na face, seja com um, dois ou até três beijos! Para mostrar respeito e admiração por alguém podemos beijar a mão. Curiosamente, as crianças recebem muitas vezes beijos na testa, em forma de bênção”. (Google)

Gosto! Nunca tinha dedicado muito do meu tempo a pensar nisto. Mas gosto mesmo.

Não tardou muito quando dei por mim a procurar também os benefícios do beijo.

Ora dizem então os especialistas da coisa, que beijar faz maravilhas pela nossa saúde tanto a nível emocional como físico. E dizem também que emagrece.

Confesso que isto já não me deixou lá muito animada…e nem sei se acredito muito. Na verdade não quero mesmo acreditar nisto. Mas vá, há quem vá adorar saber disto e eu não posso ser invejosa. Mas admito que fiquei com medinho, que isto nunca se sabe…

Outro benefício é o alívio do stress, já que as beijocas promovem uma sensação de relaxamento. Certo certo é que de cada vez que beijo o meu homem (eu juro) há música de fundo, senhores. Eu ouço música. O mundo pára. Ora se isto acontece é porque relaxa sim. Teoria certinha certinha.

Há um outro benefício, que eu desconfio mas isto nunca se sabe, que eu cá licenciei-me em Jornalismo e não em Medicina. Diz que uma beijoca bem dada faz bem ao coração. Que quando beijamos o batimento cardíaco aumenta e assim sendo a oxigenação das células é maior e melhora as funções circulatórias do organismo. Certo. Adoro esta converseta sexy médica. Eu cá concordo que faz bem ao coração. Faz bem à alma. Bolas, faz bem a tudo! Então quando é dado e recebido com amor…nossa senhora! Ui, se calhar então os senhores doutores estão certos. (Isto é tãoooo “Anatomia de Grey”!)

Seja como for, eu cá aconselho vivamente que todos desatem para aí aos beijos.

Beijem-se que nem doidos meus lindos! Afinal, é dia do beijo e neste dia não podemos deixar de beijar alguém que amamos.

E agora eis que os que não namoram começam a “panicar”. Nada temam! Eu estou cá para ajudar.

Lembrem-se que um beijo de amor pode ser dado a qualquer pessoa que amemos, tal como disse no início. Deem uma beijoca bem repenicada ao vosso pai, à vossa mãe, irmã, irmão, amigos…Mas beijem! Não interessa a quem. Mas desatem a espalhar beijos! E amanhã, repitam.

Entretanto, deixo-vos uma montagem dos melhores beijos da história e do cinema.

Inspirem-se e boas beijocas!

 

13 Abril, 2016

beijos2

[vc_column][vc_facebook][/vc_column]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com